sexta-feira, 12 de outubro de 2007

ZÉLIA DUNCAN e SIMONE gravam DVD ‘AMIGO É CASA’ no Auditório Ibirapuera

Hoje estou muito feliz pois irei prestigiar este momento que será mágico. Este show será o meu presente de aniversario.









Simone e Zélia Duncan, duas cantoras com trajetórias e trabalhos distintos, que após aceitarem um convite para apresentarem juntas um projeto, se vêem às voltas com um repertório valioso, que ao mesmo tempo em que revê algumas canções fundamentais do repertório dos anos 70 de Simone, como ‘Petúnia Resedá’ de Gonzaguinha, ‘Vento Nordeste’ de Sueli Costa e Abel Silva e ‘Mar e Lua’ de Chico Buarque, se renova com interpretações inéditas nas vozes de Simone e Zélia Duncan, como ‘Grávida’ de Marina Lima e Arnaldo Antunes, ‘Gatas Extraordinárias’ de Caetano Veloso e ‘Ralador’, de Roque Ferreira. E também um pouco do repertório pop de Zélia Duncan, como ‘Mãos Atadas’, de Simone Saback .

O resultado disso foi uma comoção tanto do público quanto das artistas, que aceitaram o convite da Biscoito Fino e deram ao show o nome de AMIGO É CASA, canção de Capiba e Hermínio Bello de Carvalho, que traduz todo conforto desse encontro.

A maior parte do tempo juntas no palco, Zélia Duncan e Simone também têm seus momentos de solo, onde entre outras, Simone apresenta ‘Medo de Amar’, um clássico de sua carreira e Zélia Duncan canta ‘Kitchnet’, nova canção de Alzira E com letra de Arruda.

A música título do show será apresentada no DVD em forma de bônus, pois o registro será feito a partir de um encontro mesmo de amigos, que se reúnem pra cantar num ambiente descontraído.

A Direção Musical, bem como a Produção Musical, ficam a cargo da experiente Bia Paes Leme, que junto com as artistas vai dar o conceito sonoro deste trabalho. Cenário e Iluminação de Andrea Zeni, que, com as cantoras, assina a direção de cena. Os músicos são: Walter Vilaça (violão e guitarra), Jadna Zimmermann (percussão e flauta), Webster Santos (violão, cavaco e bandolim), Ézio Filho (contrabaixo), Léo Brandão (teclados e acordeon) e Carlos Cesar (bateria).

Simone e Zélia Duncan começaram a conviver a partir do álbum Timoneiro, do qual Simone participou e Zélia produziu com Bia Paes Leme para a própria Biscoito Fino. Depois disso, a pedido de Simone, Zélia fez a versão da música ‘The Blower’s Daughter’ de Damien Rice, (‘Então me diz’) e participou da gravação do primeiro DVD de Simone.

Recém saída dos Mutantes, em turnê com seu show/DVD, ‘Pré Pós Tudo Bossa Band’, Zélia realizou vários projetos importantes nos últimos anos, como por exemplo o CD e depois o DVD ‘Eu Me Transformo Em Outras’. Simone, também em turnê com seu mais recente álbum, tem viagem profissional marcada para Portugal e, após o projeto AMIGO É CASA, já se prepara para a realização de um novo trabalho.

O encontro no palco do Auditório Ibirapuera promete momentos de extremo prazer musical para todos, pois reúne duas artistas muito diferentes, cuja maior afinidade é a Música Brasileira!




AMIGO É CASA (Capiba e Hermínio Bello de Carvalho)

Amigo é feito casa que se faz aos poucos
e com paciência pra durar pra sempre
Mas é preciso ter muito tijolo e terra
preparar reboco, construir tramelas
Usar a sapiência de um João-de-barro
que constrói com arte a sua residência
há que o alicerce seja muito resistente
que às chuvas e aos ventos possa então a proteger

E há que fincar muito jequitibá
e vigas de jatobá
e adubar o jardim e plantar muita flor toiceiras de resedás
não falte um caramanchão pros tempos idos lembrar
que os cabelos brancos vão surgindo
Que nem mato na roceira
que mal dá pra capinar
e há que ver os pés de manacá
cheínhos de sabiás
sabendo que os rouxinóis vão trazer arrebóis
choro de imaginar!
pra festa da cumieira não faltem os violões!
muito milho ardendo na fogueira
e quentão farto em gengibre
aquecendo os corações

A casa é amizade construída aos poucos
e que a gente quer com beira e tribeira
Com gelosia feita de matéria rara
e altas platibandas, com portão bem largo
que é pra se entrar sorrindo
nas horas incertas
sem fazer alarde, sem causar transtorno

Amigo que é amigo quando quer estar presente
faz-se quase transparente sem deixar-se perceber
Amigo é pra ficar, se chegar, se achegar,
se abraçar, se beijar, se louvar, bendizer
Amigo a gente acolhe, recolhe e agasalha
e oferece lugar pra dormir e comer
Amigo que é amigo não puxa tapete
oferece pra gente o melhor que tem e o que nem tem
quando não tem, finge que tem,
faz o que pode e o seu coração reparte que nem pão.
Related Posts with Thumbnails
Postar um comentário