sábado, 31 de maio de 2008

Lenine em Brasília




Eu já disse aqui neste blog onde as aventuras musicais sempre acontece que através da super-ultra-mega-hiper-Zélia Duncan, eu conheci e passei a gostar de Itamar Assunçao, Alice Ruiz, Alzira Espíndula, Luiz Tatit, Fred Martins, Rodrigo Maranhão, Paulinho Moska, Ná Ozzetti, Beto Villares, Lucina, Christian Oyees, Mart'nália, Simone e Lenine. Oswaldo Lenine Macedo Pimentel, ou simplesmente Lenine é amigão da Zélia, desses amigos que Zélia lembra na hora da tempestade, (ela disse isso no DVD Sortimento Vivo), além de amigos , são vizinhos pois ambos moram no bairro da Urca, no Rio de Janeiro. Zélia fala muito do Lenine nas entrevistas, eles gravaram juntos "Bebete, vambora" recentemente no dvd "Casa de Samba" do Zeca Pagodinho, então por conta dessa amizade de Zélia com Lenine, passei a querer conhecer melhor o trabalho do Lenine.

Hoje, este pernambucano arretado que não pára quieto um segundo traz pra Brasília a turnê do "Acústico MTV" que foi registrado em DVD e CD e que o Grammy Latino de 2007 de Melhor Albúm Pop Contemporâneo consolidando a carreira internacional deste "Leão do Norte".

De cara, a música dele que mais me chamou atenção foi a canção "Paciência" que ele gravou no disco "Na pressão", estes versos "A vida não pára! A vida é tão rara" me fez refletir muito. Realmente é sorte estar vivo, é raro viver por isso que eu acho que devemos muito buscar nossa felicidade, e é claro, buscando ter paciência!


Paciência
Intérprete: Lenine
Composição: Lenine e Dudu Falcão

Paciencia - Lenine



Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não pára...

Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...

Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...

O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...

Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára
A vida não pára não...

Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára
A vida não pára não...

A vida não pára!...
A vida é tão rara!...

Related Posts with Thumbnails
Postar um comentário