sexta-feira, 28 de março de 2008

Aniversário de Zizi Possi


Caricatura extraída do blog http://baptistao.zip.net/

Hoje, 28 de março é aniversário da cantora Zizi Possi, ela também está completando 30 anos de carreira! Sempre gostei muito da Zizi Possi, uma música dela que me marcou bastante na minha infância foi "Asa Morena" nos anos 80. Depois ela deu uma sumidinha e reapareceu em 1996, quando foi ao ar na Globo a novela "Por Amor", uma das trilhas sonoras desta novela "Per Amore" fez um sucesso estrondoso, eu amei esta canção, embora muita gente criticou Zizi por causa desses dois discos que ela fez em italiano.

Zizi gravou três discos com um repertório muito brasileiro, muito especial, muito requintado, sofisticado, antes de gravar os CDs italianos. Trata-se dos discos "Sobre Todas as Coisas", (este disco é maravilhoso, Zizi é acompanhada por Marcos Suzano na percussão e pelo Lui Coimbra no violoncelo, inclusive já falei do Lui Coimbra aqui neste blog), "Valsa Brasileira" e "Mais Simples", mas tudo isso eu só fui descobrir quando Zizi reapareceu na mídia com "Per Amore". De lá pra cá, tudo o que aparecia da Zizi eu queria comprar até que consegui completar minha discografia dela, coisa dificil eu conseguir encontrar todos os discos de um artista, mas tive sorte com a Zizi. Hoje logo após ter digitado este texto, vi no jornal que ela vindo a Brasilia no proximo dia 17 de maio, fiquei super feliz com a novidade!

Biografia de Zizi Possi:

Zizi Possi nasceu em São Paulo, no dia 28 de março de 1956, no bairro italiano do Brás. Nos anos 70, mudou-se para a Bahia, onde estudou composição e regência, na então melhor faculdade de música da América Latina.

Surge no cenário musical em 1978 e, dois anos depois, consolida-se como cantora popular através de sucessos como ‘Pedaço de Mim’ (que gravou em 78 a convite de Chico Buarque), ‘Nunca’, ‘Meu Amigo, Meu Herói’, ‘Asa Morena’, ‘O Amor Vem Pra Cada Um’ (versão de ‘The Love Come To Everyone’, de George Harrison), ‘Perigo’, ‘A Paz’, ‘Esquece e Vem’, entre outras.

No início dos 90, Zizi dá uma guinada na vida, rompe com sua gravadora e parte para um novo desafio, reconhecido posteriormente como um divisor de águas em sua carreira. Concebe, arranja e interpreta três trabalhos em um formato inusitado na época, mas muito conhecido hoje: o tal acústico. ‘Sobre Todas as Coisas’, ‘Valsa Brasileira’ e ‘Mais Simples’ são considerados obras-primas e marcam definitivamente a carreira de Zizi e a música popular brasileira.

Em 1997 surge a proposta de gravar um CD em italiano (‘Per Amore’) de estrondoso sucesso, aplaudido pela crítica e pelo público. No ano seguinte, Zizi lança o CD ‘Passione’, considerado continuação do enorme sucesso ‘Per Amore’. Juntos esse dois álbuns vendem mais de 1 milhão de cópias.

O disco seguinte, ‘Puro Prazer’, interpretado só com voz e piano foi indicado ao Grammy Latino em 3 categorias. Em 2002, a pedido do presidente Universal Music, Zizi lança o disco ‘Bossa’, no qual coloca a bossa nos ritmos e canções onde percebia que ela já existia, só que implícita, como Yesterday dos Beatles.

Em decorrência de problemas pessoais, Zizi entra em um processo de depressão que dura 3 anos.

Em 2005 surge um novo projeto cujo objetivo era o de preparar um repertório completamente diferenciado do seu, para assim atender ao convite de uma casa de música paulistana (Bourbon Street), que encomendara duas apresentações com este perfil. Como sempre, o critério foi o de encontrar um repertório envolvente e prazeroso.

Assim instrumentada Zizi Possi passeou pela música norte americana sem fronteiras de tempo ou de estilo, apenas norteada pelo seu senso estético musical, enfrentando a terrível escolha: quais as músicas que terão de ficar fora do roteiro!!! Isso posto, começa o trabalho mais intrigante e saboroso: dar corpo as canções. Acompanhada por seu maestro e arranjador Jether, Zizi Possi mergulha durante três semanas entrecortadas por outras atividades artísticas, e submerge com um novo show/concerto, que viria a ser o embrião de seu 18º. disco: ‘Para inglês ver...e ouvir’.

Sob a direção de José Possi Neto e produção de Manoel Poladian, Zizi apresenta um novo show, agora acompanhada por baixo e bateria, além do piano do maestro Jether. O show, registrado em CD e DVD em agosto de 2005 no Teatro Frei Caneca, é lançado em dezembro do mesmo ano, com distribuição da Universal Music. Em 27 anos de carreira, esse é o primeiro disco ao vivo de Zizi Possi.

(biografia extraída do site
http://www.zizipossi.com.br/)


Discografia

1978 - Flor do Mal
1979 - Pedaço de Mim
1980 - Zizi Possi
1981 - Um Minuto Além
1982 - Asa Morena
1983 - Pra Sempre e Mais um Dia
1984 - Dê um Rolê
1986 - Zizi
1987 - Amor e Música
1989 - Estrebucha Baby
1991 - Sobre Todas as Coisas
1993 - Valsa Brasileira
1996 - Mais Simples
1997 - Per Amore - italiano
1998 - Passione - italiano
1999 - Puro Prazer
2001 - Bossa
2005 - Pra Inglês Ver... e Ouvir - inglês - ao vivo

DVD

2005 - Pra Inglês Ver... e Ouvir
1998 - Per Amore (inicialmente lançado em VHS)


Zizi tem um blog, é ela quem escreve, por sinal, muito interessante:

http://www.blogdazizi.blogspot.com/


A música de Zizi que eu escolhi para homenagea-la aqui neste blog onde as aventuras musicais acontecem é uma canção do Noel Rosa que é um compositor que eu adoro. Na percursão temos Marco Suzano e no violao Lui Coimbra.

Provei

Compositor: Noel Rosa
Intérprete: Zizi Possi
Disco: Mais Simples







Provei
Do amor todo amargor que ele tem
Então jurei
Nunca mais amar ninguém
Porém, eu agora encontrei alguém
Que me compreende
E que me quer bem

Nunca se deve jurar
Não mais amar a ninguém
Não há quem possa evitar
De se apaixonar por alguém

Quem fala mal do amor
Não sabe a vida levar
Pois quem maldiz a própria dor
Tem amor mas não sabe amar




Adoro essa letra, diz muito de mim, já provei da doçura do amor e também do amargor. A gente nunca quer mais gostar de alguem depois que a gente prova do amargor, mas ninguém pode evitar da gente se apaixonar.

Só falta encontrar alguém que me compreenda e que me queira bem! huahuahuahuah

Enquanto isso, a gente vai curtindo o canto da Zizi. Um canto muito refinado, elegante, sublime e que nos emociona bastante!

Vida longa à Zizi hoje e sempre!


Encontro de Mister Teles com Zizi Possi na Academia de Tenis em Brasilia, Estréia da Turnê Bossa Nova em 2003
Related Posts with Thumbnails
Postar um comentário