sexta-feira, 26 de junho de 2009

Sai de cena Michael Jackson




Michael Jackson foi o melhor exemplo do que a indústria pop pode fazer. Aos 5, sob intensa violenta paterna (segundo diversas fontes), fazia parte dos Jackson Five. Aos 13, já superastro, separou-se dos irmãos e construiu uma carreira ímpar que alimentou e foi alimentada pela canibalização midiática do pop. De maior artista do pop, virou, num misto de racismo e perseguição pérfida, um objeto midiático do escárnio e do preconceito geral.

Talentoso e único, a música fica mais pobre. Poucos artistas foram tão generosos (manteve, quase sempre de forma não-pública, quase 40 instituições de apoio a pessoas) e tão massacrados.

Eu que tive minha infancia nos anos 80, guardo muitas recordações dele. Fico feliz de ter sido contemporâneo dele. Estou presenciando a morte de um grande astro e nascimento de um mito na música!

E aqui no Blog Aventuras Musicais trago pra vocês esta canção do Michael Jackson que Milton Nascimento gravou no disco "Cronner" de 1999:


Related Posts with Thumbnails
Postar um comentário